Primeiro-ministro ucraniano pode ser alvo de limpa anticorrupção

Vários funcionários ucranianos, incluindo membros do gabinete de Zelensky, vice-ministros e governadores, foram demitidos nas últimas 24 horas em meio a escândalos de suborno

www.brasil247.com - Denys Shmyhal
Denys Shmyhal (Foto: REUTERS)


247 - O primeiro-ministro ucraniano, Denys Shmyhal, pode ser o próximo a ser demitido em uma grande reformulação do governo ucraniano anunciada pelo presidente Volodymyr Zelensky nesta semana --uma tentativa de erradicar a corrupção endêmica.

Zelensky disse na segunda-feira (23) que haveria mudanças no gabinete depois que a mídia ucraniana informou sobre irregularidades em esquemas de compras de equipamentos militares.

O anúncio foi feito um dia depois que Vasyl Lozynskyy, o ministro interino do Desenvolvimento Regional e aliado de Shmyhal, foi preso sob a acusação de suborno.

O principal diário ucraniano Strana.ua citou um funcionário do governo não identificado dizendo que a deposição de Lozynskyy não era um bom presságio para o primeiro-ministro.

"Seu caso será usado para atingir o primeiro-ministro ou talvez até para remover Shmyhal do cargo", disse o funcionário ao jornal.

Nesta terça-feira (24), o presidente ucraniano reformulou os governos regionais, demitindo governadores das regiões de Kiev, Dnipropetrovsk e Sumy, bem como chefes das partes controladas por Kiev das regiões de Kherson e Zaporizhzhia.

Ao mesmo tempo, Oleksiy Kuleba, o governador demitido da região de Kiev, foi imediatamente nomeado por Zelensky como vice-chefe de seu gabinete. Kuleba substituiu Kyrylo Tymoshenko, que esteve envolvido em escândalos de corrupção.

Vários funcionários ucranianos, incluindo membros do gabinete de Zelensky, vice-ministros e governadores, foram demitidos nas últimas 24 horas em meio a escândalos de suborno. (Com Sputnik). 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247