Príncipe saudita descarta confronto armado com Irã

Vice-príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammad bin Salman, negou qualquer possibilidade de o seu país entrar em confronto armado com o Irã, apesar da gravidade das tensões entre as duas potências regionais; Quem estiver procurando isso não está em seu juízo perfeito, pois uma guerra entre Arábia Saudita e Irã seria o início de uma grande catástrofe na região, que iria refletir profundamente no resto do mundo. Certamente, nós não vamos permitir esse tipo de coisa", afirmou o príncipe em entrevista ao The Economist

Vice-príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammad bin Salman, negou qualquer possibilidade de o seu país entrar em confronto armado com o Irã, apesar da gravidade das tensões entre as duas potências regionais; Quem estiver procurando isso não está em seu juízo perfeito, pois uma guerra entre Arábia Saudita e Irã seria o início de uma grande catástrofe na região, que iria refletir profundamente no resto do mundo. Certamente, nós não vamos permitir esse tipo de coisa", afirmou o príncipe em entrevista ao The Economist
Vice-príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammad bin Salman, negou qualquer possibilidade de o seu país entrar em confronto armado com o Irã, apesar da gravidade das tensões entre as duas potências regionais; Quem estiver procurando isso não está em seu juízo perfeito, pois uma guerra entre Arábia Saudita e Irã seria o início de uma grande catástrofe na região, que iria refletir profundamente no resto do mundo. Certamente, nós não vamos permitir esse tipo de coisa", afirmou o príncipe em entrevista ao The Economist (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Da Agência Sputnik Brasil - O vice-príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammad bin Salman, negou nesta semana qualquer possibilidade de o seu país entrar em confronto armado com o Irã, apesar da gravidade das tensões entre as duas potências regionais.

"Isso é algo que nós não prevemos de maneira alguma. Quem estiver procurando isso não está em seu juízo perfeito, pois uma guerra entre Arábia Saudita e Irã seria o início de uma grande catástrofe na região, que iria refletir profundamente no resto do mundo. Certamente, nós não vamos permitir esse tipo de coisa", afirmou o príncipe em entrevista ao The Economist, publicada nessa quarta-feira (6).

Os comentários de Mohammad bin Salman, que também exerce o cargo de ministro da Defesa do país, tem como pano de fundo a atual crise entre Riad e Teerã, que decidiram romper relações após uma série de ataques a representações diplomáticas da Arábia Saudita no Irã, provocados pela execução, no sábado (2) do clérigo xiita Nimr al-Nimr e de outras 46 pessoas no sábado (2).

Rejeitando as acusações de arbitrariedade por parte das autoridades sauditas no caso das execuções em massa, o príncipe culpou a reação iraniana pelos atuais desentendimentos entre os dois países, mas disse esperar que a República Islâmica não se torne o principal inimigo da Arábia Saudita.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247