Prisão de executiva da Huawei no Canadá é perseguição política, diz diplomata chinesa

Objetivo dessas perseguições é o de conter as empresas chinesas de novas tecnologias como a Huawei, afirmou a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Hua Chunying, sobre o retorno da Meng Wanzhou à China

www.brasil247.com - A dietora executiva da Huawei, Meng Wanzhou
A dietora executiva da Huawei, Meng Wanzhou (Foto: Harrison Ha)


Da Rádio Internacional da China - A China liderada pelo Partido Comunista da China (PCCh) é sempre um forte apoio para todos os cidadãos chineses, afirmou nesta segunda-feira (27) a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Hua Chunying, no comentário sobre o retorno da Meng Wanzhou à pátria após ser detida injustamente no Canadá.

Na coletiva de imprensa, a diplomata afirmou que o caso de Meng consiste obviamente uma perseguição política com objetivo de conter as empresas chinesas de novas tecnologias como Huawei. “Estamos muito felizes em ver que a Sra. Meng regressou ao país com segurança, por meio de esforços incansáveis do governo chinês.” Desde que Meng Wanzhou foi detida injustificadamente, em dezembro de 2018, o Partido e o governo dedicaram muito trabalho e o presidente Xi Jinping também se preocupou com o andamento do caso. Tanto a Chancelaria quando as embaixadas e consulados nos Estados Unidos e no Canadá se empenharam para resgatá-la e fornecer ajuda e proteção necessárias, além de formular representações solenes para que o país concernente anulasse as falsas acuações e liberasse a Sra. Meng.

A aterrisagem do voo fretado que levou de volta Meng Wanzhou foi transmitida ao vivo pelo Grupo de Mídia da China. O programa recebeu 400 milhões de curtidas nas plataformas de novas mídias, número até superior à soma das populações norte-americanas e canadense.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Como disse Meng Wanzhou, não haveria sua liberdade sem uma pátria forte,” salientou a porta-voz, apontando que o retorno seguro é resultado dos esforços incessantes do Parido e do governo e dos apoios firmes de todo o povo chinês. “A justiça pode chegar atrasada, mas nunca está ausente”, disse Hua Chunying. A porta-voz assinalou ainda que isso comprava novamente a determinação e a capacidade do Partido e do governo na defesa dos direitos e interesses legítimos de todos os cidadãos e todas as empresas. “Nenhuma força pode impedir o progresso e desenvolvimento da China," finalizou a diplomata.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Tradução: Isabel Shi
Revisão: Thiago Raposo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email