Protesto contra Trump fecha embaixada dos EUA no Haiti

Manifestantes fecharam a embaixada dos Estados Unidos no Haiti em protesto contra as declarações ofensivas do presidente americano, Donald Trump;  nesta segunda-feira (22), mais de mil pessoas marcharam em direção à embaixada, mas barricadas instaladas pela polícia impediram a sua chegada; houve confronto e bombas de gás lacrimogênio foram lançadas em direção à multidão; em reunião para tratar da política migratória, Trump alegadamente questionou os congressistas a razão dos EUA receberem pessoas de "países de merda" como o Haiti e nações africanas

Protesto contra Trump fecha embaixada dos EUA no Haiti
Protesto contra Trump fecha embaixada dos EUA no Haiti (Foto: ANDRES MARTINEZ CASARES/Reuters)

Da Sputnik Brasil

Protestos contra o presidente Donald Trump fechou a embaixada dos Estados Unidos no Haiti na segunda-feira (22).

Mais de mil manifestantes marcharam em direção à embaixada, mas barricadas instaladas pela polícia impediram a sua chegada. Houve confronto e bombas de gás lacrimogênio foram lançadas em direção à multidão.

Em reunião para tratar da política migratória, Trump questionou os congressistas a razão dos Estados Unidos receberem pessoas de "países de merda" como o Haiti e nações africanas.

Após repercussão, Trump negou ter se expressado nestes termos e disse ser "a pessoa menos racista que você vai entrevistar um dia" para jornalistas. O linguajar do presidente é confirmado por políticos da oposição presentes na reunião.

"O racismo de Donald Trump é a verdadeira face da política de relações exteriores dos Estados Unidos", afirmava um dos cartazes dos manifestantes.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247