Rebeldes na Síria pedem armas pela internet

Em um raro post, ao vivo, veiculado em Washington, os comandantes das Foras de libertao dizem que os EUA devem endurecer suas polticas contra Assad e os fornecer lanadores de foguetes e artilharia pesada

Rebeldes na Síria pedem armas pela internet
Rebeldes na Síria pedem armas pela internet (Foto: Omar Ibrahim/REUTERS )

Rebeldes no interior da Síria disseram nesta quarta-feira que eles precisam de mais armas - não de tropas - para aparelhar dezenas de milhares de combatentes incluindo desertores do regime comprometidos com a derrubada do ditador Bashar al-Assad, apelidado de "máquina da morte".

Em um raro post na internet, ao vivo, feito em local não revelado ao redor de Damasco e veiculado em Washington, os comandantes de operações sob o comando das Forças Sírias de libertação, dizem que os EUA, em particular, devem endurecer suas políticas contra Assad e encontrar uma forma de municiar os rebeldes com lançadores de foguetes e outras armas pesadas.

"O ponto principal é o suporte logístico. Podemos fazer isso nós mesmos. Não estamos pedindo mais tropas", disse um comandante que se identificou apenas como Mohammad, ao se dirigir a 50 pessoas, incluindo jornalistas e especialistas no Oriente Médio, reunidos para discutir a segurança nacional na Síria. "Nós queremos suporte militar. Precisamos de suprimentos", acrescentou Mohammad. "Temos os números do nosso lado. Nós simplesmente não temos armas", disse o comandante.

O senador republicano John McCain disse na terça-feira que os esforços para o restabelecimento da democracia na Síria haviam sido praticamente esgotados, e que tinha chegado o momento de se considerar a concessão de armas aos opositores de Assad. A Casa Branca e o Departamento de Estado dos EUA, entretanto, jogaram água fria na ideia. "Nós não consideramos esse passo agora", disse na terça-feira o porta-voz do presidente Barack Obama, Jay Carney. As informações são da Dow Jones.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247