Reino Unido levará 'alguns anos' para repor estoques de armas enviadas à Ucrânia, diz Londres

O Ministério da Defesa do Reino Unido afirmou que precisará de anos para reabastecer seus estoques de armas e retornar aos níveis anteriores ao conflito na Ucrânia

www.brasil247.com - Primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson
Primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson (Foto: REUTERS/Phil Noble)


Sputnik - Nesta quarta-feira (22), o Ministério da Defesa do Reino Unido afirmou que precisará de anos para reabastecer seus estoques de armas e retornar aos níveis anteriores ao conflito na Ucrânia.

Conforme publicou o jornal Independent, a declaração partiu do chefe do Estado-Maior de Defesa do Reino Unido, almirante Anthony Radakin — líder das Forças Armadas britânicas — durante audiência do comitê de Relações Internacionais e Defesa do parlamento britânico. Os estoques de armas do país foram reduzidos devido aos sucessivos envios de apoio militar a Kiev.

"Estamos falando de anos, porque não é possível pedir uma rápida produção em série com armas modernas", disse Radakin, acrescentando que o grande volume de transferência de armas à Ucrânia somado aos limites de produção bélica industrial tornou-se um "problema significativo".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ainda segundo o militar, o Reino Unido deve trabalhar de forma próxima com fornecedores envolvidos na indústria de defesa, uma vez que levarão "alguns anos" para repor mesmo armas menos sofisticadas. Nesse sentido, Radakin afirmou que Londres já convidou 12 grandes companhias do setor para conversas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O almirante também afirmou que o Reino Unido levará entre "cinco e dez anos" para ter uma divisão capaz de lutar ao lado de forças dos Estados Unidos. "Poderíamos enviar uma divisão agora, mas não a que gostaríamos".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Reino Unido até agora enviou quase US$ 2,5 bilhões (cerca de R$ 12,9 bilhões) em assistência militar à Ucrânia, incluindo 120 blindados Mastiff, 200 mísseis ar-terra Brimstone-1 e 3.965 sistemas antitanques NLAW.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email