Reino Unido pede a Japão alternativas à Huawei em redes 5G

Seguindo seu alinhamento aos EUA, autoridades britânicas pediram ao Japão a construção de redes sem fio 5G sem a Huawei

Huawei
Huawei (Foto: REUTERS/Dado Ruvic)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governo britânico pediu ao Japão para ajudar a construir redes sem fio 5G sem a Huawei Technologies. O Reino Unido (RU) nomeou a NEC Corp e a Fujitsu Ltd como possíveis fornecedores alternativos para a gigante chinesa, informou o jornal Nikkei nesse domingo (19). 

Autoridades britânicas se encontraram com seus pares em Tóquio na quinta-feira (16), dois dias depois o RU ordenou que os equipamentos da Huawei fossem removidos de suas redes 5G até o final de 2027. O país asiático deve impor sanções ao RU.

A iniciativa dos europeus segue um alinhamento com os Estados Unidos, país governador por Donald Trump. Mas, de acordo com o professor do Instituto de Ciências e Tecnologias de Computação da Universidade de Suzhou, Xu Canhao, diz que sem a Huawei, será difícil para os americanos entrarem na área 5G

"Atualmente a Huawei possui uma parcela muito grande das patentes mundiais na área 5G, sendo estas as patentes fundamentais", disse. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247