Representante de Guaidó discorda de Guaidó

O já folclórico presidente autoproclamado da Venezuela defendeu, recentemente, uma intervenção militar americana dentro de seu próprio país, causando espanto até em opositores anti-Maduro; o mais curioso é que seu representante na OEA discorda do gesto tresloucado. Gustavo Tarre Briceño afirmou: "existem muitas formas de cooperação militar, por exemplo para trazer ajuda humanitária"

Representante de Guaidó discorda de Guaidó
Representante de Guaidó discorda de Guaidó (Foto: REUTERS/Manaure Quintero)

247 - O já folclórico presidente autoproclamado da Venezuela defendeu, recentemente, uma intervenção militar americana dentro de seu próprio país, causando espanto até em opositores anti-Maduro. O mais curioso é que seu representante na OEA discorda do gesto tresloucado. Gustavo Tarre Briceño afirmou: "existem muitas formas de cooperação militar, por exemplo para trazer ajuda humanitária. O que está acontecendo agora é o início de uma negociação para saber qual será a natureza dessa cooperação".

A reportagem do jornal O Globo destaca que "o contato com o Comando Sul, apontou uma fonte próxima do presidente da AN, tem como um de seus objetivos centrais redobrar as pressões aos militares da cúpula da Fanb, com os quais Guaidó continua negociando."

Opositores ao presidente Nicolás Maduro declararam que "o plano do dia 30 de abril fracassou, mas as negociações com altos militares e civis do governo chavista continuam".

A matéria ainda acrescenta que "se as negociações de fato existem, a cúpula militar venezuelana tem um prazo num horizonte não muito distante. No próximo dia 5 de julho, a cúpula será renovada e os que hoje ocupam lugares de poder passarão para a reserva."

 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247