Republicanos pedem US$ 60 milhões para financiar a guerra judicial de Trump contra resultado das eleições

A campanha de Trump ingressou com ações em diversos Estados norte-americanos após a eleição de 3 de novembro, na qual o presidente enfrenta o democrata Joe Biden

Donald Trump na Casa Branca 5/11/ 2020
Donald Trump na Casa Branca 5/11/ 2020 (Foto: REUTERS/Carlos Barria)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

(Reuters) - O Partido Republicano está pedindo a doadores pelo menos 60 milhões de dólares para financiar as disputas judiciais abertas pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre os resultados da eleição presidencial no país, disseram duas fontes familiarizadas com o assunto.

A campanha de Trump ingressou com ações em diversos Estados norte-americanos após a eleição de 3 de novembro, na qual o presidente enfrenta o democrata Joe Biden.

“Eles querem 60 milhões de dólares”, disse um doador que recebeu solicitações da campanha e do Comitê Nacional Republicano (RNC, na sigla em inglês).

As duas fontes falaram à Reuters sobre os pedidos por dinheiro sob condição de anonimato, devido à sensibilidade do assunto. A campanha de Trump e o RNC não responderam de imediato a pedidos por comentários.

Desde que a votação terminou, na terça-feira, a campanha de Trump enviou emails e mensagens de texto solicitando doações e alegando crimes na eleição.

O pedido por fundos ocorre em momento em que as campanhas de Trump e Biden se preparam para uma disputa legal potencialmente longa sobre as eleições.

David Bossie, assessor sênior da campanha de Trump que lidera o grupo conservador Citizens United, foi escolhido para comandar as disputas legais pós-eleição, de acordo com uma fonte familiarizada com a estratégia da campanha de Trump.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247