Roger Waters sobre prisão de Assange: me deixa envergonhado de ser inglês

O lendário músico do Pink Floyd e ativista, Roger Waters, em entrevista nesta quarta-feira (17) ao RT - Going Underground, se disse envergonhado de ser inglês pela maneira como o Reino Unido "se tornou cúmplice e um satélite do Império Americano", violando tantas leis para prender o fundador do WikiLeaks, Julian Assange; Waters considera Assange, juntamente com Chelsea Manning, Edward Snowden e outros denunciantes, heróis

Roger Waters sobre prisão de Assange: me deixa envergonhado de ser inglês
Roger Waters sobre prisão de Assange: me deixa envergonhado de ser inglês

247 - O lendário músico do Pink Floyd e ativista, Roger Waters, em entrevista nesta quarta-feira (17) ao RT - Going Underground, perguntado sobre o que pensou quando viu as imagens de Julian Assange sendo levado da Embaixada do Equador pela polícia britânica, respondeu que a prisão já era esperada, pois o WikiLeaks vinha avisando nos últimos dias. Porém, vê-lo ser fisicamente arrastado da Embaixada, colocado na van e levado foi absolutamente assustador. "Pensar que o Reino Unido se tornou cúmplice e um satélite do Império Americano que faria tal coisa em contravenção a todas as leis, restrições morais, éticas e legais, é absolutamente espantoso e me deixa envergonhado de ser inglês", disse o músico.

Waters também criticou o presidente equatoriano, Lenin Moreno, dizendo que foi subornado com a promessa de empréstimo de US$ 4,7 bilhões do Fundo Monetário Internacional (FMI), e também que os Estados Unidos têm planos de permitir que a Chevron explore petróleo no mais importante parque nacional do Equador.

Ainda sobre os Estados Unidos, Roger Waters acredita que por conta do Ato Patriota adotado pelo país após o 11 de Setembro, "os cidadãos mal têm mais direitos e tudo está ao alcance do comandante-chefe". E, para o comandante-chefe atual, tudo é permitido, não há mais lei. "Esse time do momento, (John) Bolton, (Elliott) Abrams, o próprio (Donald) Trump, (Mike) Pence e os outros estão desesperadamente tentando jogar o mundo, o planeta em que vivemos, na Terceira Guerra Mundial", afirmou Roger.

Por isso, ele continua, o mundo inteiro deve olhar para a prisão de Julian Assange, porque "se deixarmos que o Reino Unido permita que ele seja extraditado para os Estados Unidos, estaremos permitindo que o governo dos Estados Unidos, por capricho, o torture e o detenha possivelmente pelo resto de sua vida (...). O povo britânico precisa impedir que seu governo fala isso".

Questionado sobre as alegações de que Julian Assange seria um espião, e não um jornalista, Waters disse que qualquer pessoal que forneça boas informações, sobretudo sore as coisas erradas que os governantes fazem, é um jornalista. E foi categórico: "Assange, junto com Chelsea Manning, Edward Snowden e outros denunciantes, são os heróis que nos ajudam a ganhar um pouco do conhecimento sobre o que os (poderosos) manteriam em segredo se pudessem", disse a lenda do Pink Floyd.

Veja a entrevista na íntegra:

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247