Rússia adverte sobre ofensiva militar da Ucrânia

As tensões entre a Rússia e a Ucrânia continuam em elevação, sempre com o risco de extrapolação, inclusive militar; a representante oficial da chancelaria russa, Maria Zakharova, adverte que Kiev está preparando uma ofensiva contra milícias na zona de Mariupol, no sul da província de Donetsk, e poderia aproveitá-la para prolongar a lei marcial e cancelar as eleições presidenciais no país

Rússia adverte sobre ofensiva militar da Ucrânia
Rússia adverte sobre ofensiva militar da Ucrânia

247, com Sputnik - De acordo com Maria Zakharova, representante oficial do Ministério das Relações Exteriores russo, a Ucrânia está preparando uma ofensiva contra milícias na zona de Mariupol, no sul da província de Donetsk, e poderia aproveitá-la para prolongar a lei marcial e cancelar as eleições presidenciais no país.

"Segundo informação que temos, Kiev paneja realizar uma provocação armada na linha de contato [em Donbass] para depois, aproveitando-se da lei marcial que abarca as províncias de Donetsk e Lugansk, lançar uma ofensiva na zona de Mariupol para se apoderar dos territórios na costa do mar de Azov, controlados por Donetsk, e avançar até a fronteira com a Rússia", declarou Maria Zakharova.

"Uma escalada acentuada é necessária para o presidente da Ucrânia, [Pyotr] Poroshenko, para tentar interromper a queda constante de sua popularidade às vésperas das eleições", reforçou a representante oficial do Ministério das Relações Exteriores russo, acrescentando que um agravamento no leste do país seria pretexto "para prolongar a lei marcial e até mesmo para o cancelamento das eleições presidenciais".

No dia 26 de novembro, o parlamento ucraniano apoiou a iniciativa do presidente ucraniano Pyotr Poroshenko de impor a lei marcial em 10 regiões do leste do país.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247