Rússia condena proposta de Trump de aliança do Brasil com Otan

A Rússia condenou nesta quarta-feira (27) as pretensões do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de designar o Brasil como aliado estratégico fora da Otan ou possivelmente como aliado da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), ao afirmar que este tipo de declaração não favorece a distensão no atual ambiente de confronto; ao se predispor a uma aliança condicional com o imperialismo estadunidense, ao ponto de preparar-se para participar da Otan, braço armado e nuclear dos EUA na Europa, o governo de Bolsonaro faz o Brasil ingressar numa era de total submissão à política externa e militar de Trump

Rússia condena proposta de Trump de aliança do Brasil com Otan
Rússia condena proposta de Trump de aliança do Brasil com Otan
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247, com EFE - A Rússia condenou nesta quarta-feira (27) as pretensões do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de designar o Brasil como aliado estratégico fora da Otan ou possivelmente como aliado da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), ao afirmar que este tipo de declaração não favorece a distensão no atual ambiente de confronto.

"Este tipo de declaração não favorece a distensão do ambiente de confronto, o que repercute no funcionamento das organizações internacionais", disse o vice-ministro russo das Relações Exteriores, Alexander Grushko, segundo a agência oficial "RIA Novosti".

De acordo com Moscou, a sugestão de Trump evidencia que continua viva a política voltada à formação de uma ordem mundial semelhante á que existia no século passado.

Grushko disse que, segundo a carta de fundação da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), os países latino-americanos não podem ser admitidos na organização.

"Não está muito claro, se (o presidente norte-americano) leu o Tratado de Washington, concretamente o artigo 10 sobre quais países podem fazer parte do bloco", especificou.

Tal artigo estabelece que "as partes podem, por acordo unânime, convidar a ingressar" na aliança "qualquer Estado europeu que esteja em condições de favorecer o desenvolvimento dos princípios do presente Tratado e de contribuir para a segurança da região do Atlântico Norte".

No último dia 19, Trump disse durante uma entrevista coletiva com seu colega brasileiro na Casa Branca que designaria "o Brasil como um aliado estratégico fora da Otan, ou talvez inclusive possivelmente um aliado na Otan".

"Teria que falar com muita gente, mas talvez será um aliado na Otan", disse o presidente americano.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247