Rússia diz que não precisa respeitar sanções dos EUA contra Coreia do Norte

A Rússia não tem obrigação de aplicar as sanções estabelecidas pelos Estados Unidos, inclusive em relação à Coreia do Norte. Quem afirma é o vice-ministro das Relações Exteriores russo, Igor Morgulov; "Nós aplicaremos apenas as sanções que são adotadas pelo Conselho de Segurança da ONU. Não reconhecemos as sanções norte-americanas unilaterais, não temos obrigações internacionais de cumpri-lás", afirmou Morgulov

A Rússia não tem obrigação de aplicar as sanções estabelecidas pelos Estados Unidos, inclusive em relação à Coreia do Norte. Quem afirma é o vice-ministro das Relações Exteriores russo, Igor Morgulov; "Nós aplicaremos apenas as sanções que são adotadas pelo Conselho de Segurança da ONU. Não reconhecemos as sanções norte-americanas unilaterais, não temos obrigações internacionais de cumpri-lás", afirmou Morgulov
A Rússia não tem obrigação de aplicar as sanções estabelecidas pelos Estados Unidos, inclusive em relação à Coreia do Norte. Quem afirma é o vice-ministro das Relações Exteriores russo, Igor Morgulov; "Nós aplicaremos apenas as sanções que são adotadas pelo Conselho de Segurança da ONU. Não reconhecemos as sanções norte-americanas unilaterais, não temos obrigações internacionais de cumpri-lás", afirmou Morgulov (Foto: Romulo Faro)

Sputnik - A Rússia não tem obrigação de aplicar as sanções estabelecidas pelos Estados Unidos, inclusive em relação à Coreia do Norte. Quem afirma é o vice-ministro das Relações Exteriores russo, Igor Morgulov.

"Nós aplicaremos apenas as sanções que são adotadas pelo Conselho de Segurança da ONU. Não reconhecemos as sanções norte-americanas unilaterais, não temos obrigações internacionais de cumpri-lás", afirmou Morgulov à Sputnik.

O vice-chanceler disse também que a Rússia não expulsaria os cidadãos da Coreia do Norte que estão sujeitos às sanções dos Estados Unidos. Além disso, de acordo com Morgulov, o representante especial dos EUA para a Coreia do Norte foi convidado a visitar Moscou.

Depois de discutir a situação em torno da Coreia do Norte, 20 nações concordaram, durante uma reunião conjunta em 17 de janeiro, considerar a imposição de novas sanções unilaterais contra Pyongyang, além das estabelecidas pelas resoluções do Conselho de Segurança da ONU.

Na ocasião, o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, cobrou da comunidade internacional esforços "para fortalecer o isolamento marítimo" da Coreia do Norte.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247