Rússia endurece e diz que Reino Unido 'mande para casa' cerca de 50 diplomatas

Rússia afirmou ao Reino Unido que deve mandar para casa "pouco mais de 50" de seus diplomatas em uma piora do impasse com o Ocidente por conta do envenenamento de um ex-espião russo e sua filha no Reino Unido; Rússia já retaliou contra o Reino Unido e expulsou 23 diplomatas britânicos por conta do envenenamento do ex-espião russo Sergei Skripal e sua filha Yulia; embaixador britânico Laurie Bristow foi convocado e afirmou que Londres tem um mês para cortar seu contingente diplomático na Rússia para o mesmo tamanho que a missão russa no Reino Unido

Kremlin, Moscou, Rússia
Kremlin, Moscou, Rússia (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - A Rússia afirmou ao Reino Unido que deve mandar para casa “pouco mais de 50” de seus diplomatas em uma piora do impasse com o Ocidente por conta do envenenamento de um ex-espião russo e sua filha no Reino Unido.

A Rússia já retaliou contra o Reino Unido e expulsou 23 diplomatas britânicos por conta do envenenamento do ex-espião russo Sergei Skripal e sua filha Yulia. Londres diz que Moscou está por trás do ataque, o que a Rússia nega.

O embaixador britânico Laurie Bristow foi convocado novamente na sexta-feira e afirmou que Londres tem um mês para cortar seu contingente diplomático na Rússia para o mesmo tamanho que a missão russa no Reino Unido.

No sábado, a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores Maria Zakharova disse à Reuters que isso significava que o Reino Unido teria que cortar “um pouco mais de 50” de seus diplomatas na Rússia.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247