Rússia rejeita campanha de difamação contra a China em meio à pandemia do coronavírus

O presidente russo, Vladimir Putin, expressou em conversa telefônica com o presidente chinês Xi Jinping sua rejeição às acusações contra o país asiático em plena pandemia do coronavírus

Putin e Xi Jinping
Putin e Xi Jinping (Foto: Sputnik/Mikhail Klimentyev/Kremlin)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente russo Vladimir Putin manteve uma conversa por telefone com seu colega chinês Xi Jinping na quinta-feira (16), com o qual fez um balanço da situação global da pandemia de coronavírus e também rejeitou a campanha de estigmatização contra da China.

O presidente russo expressou sua rejeição categórica dos argumentos manipulados para atacar o país asiático, que acusam a China de não ter informado a comunidade internacional a tempo sobre o surto de covid-19 na cidade de Wuhan, informa a Telesul

De acordo com uma declaração publicada no site do governo russo, Putin elogiou a gestão eficiente do governo da China diante dos esforços feitos para combater o coronavírus. 

O presidente russo enfatizou a importância de manter a cooperação com a China em questões econômicas e de saúde para combater a pandemia, da mesma forma que expressou sua confiança em continuar a fortalecer os laços de amizade e cooperativismo para superar os desafios globais.

Por sua vez, o presidente da China, Xi Jinping, alertou durante o diálogo que está se aproximando uma campanha de difamação contra seu país, o que indica que o objetivo internacional é politizar a ameaça global do coronavírus. "A politização da pandemia e a estigmatização da China não contribuem para a colaboração internacional", afirmou o presidente chinês.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247