Rússia utilizou submarino para atacar posições do EI

Ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, disse que a Rússia havia pela primeira vez atingido alvos do Estado Islâmico na Síria com mísseis disparados pelo submarino Rostov-on-Don, no mar Mediterrâneo;"Os alvos eram duas grandes posições terroristas no território de Raqqa", afirmou; "Podemos dizer com confiança completa que danos consideravelmente sérios foram feitos a estoques de armas e a uma fábrica para o preparo de minas e, naturalmente, infraestrutura de petróleo", completou

Ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, disse que a Rússia havia pela primeira vez atingido alvos do Estado Islâmico na Síria com mísseis disparados pelo submarino Rostov-on-Don, no mar Mediterrâneo;"Os alvos eram duas grandes posições terroristas no território de Raqqa", afirmou; "Podemos dizer com confiança completa que danos consideravelmente sérios foram feitos a estoques de armas e a uma fábrica para o preparo de minas e, naturalmente, infraestrutura de petróleo", completou
Ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, disse que a Rússia havia pela primeira vez atingido alvos do Estado Islâmico na Síria com mísseis disparados pelo submarino Rostov-on-Don, no mar Mediterrâneo;"Os alvos eram duas grandes posições terroristas no território de Raqqa", afirmou; "Podemos dizer com confiança completa que danos consideravelmente sérios foram feitos a estoques de armas e a uma fábrica para o preparo de minas e, naturalmente, infraestrutura de petróleo", completou (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - O ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, disse nesta terça-feira que a Rússia havia pela primeira vez atingido alvos do Estado Islâmico na Síria com mísseis disparados de um submarino no mar Mediterrâneo.

"Os alvos eram duas grandes posições terroristas no território de Raqqa", afirmou Shoigu ao presidente russo, Vladimir Putin, numa reunião transmitida pela TV, acrescentando que os mísseis Calibre haviam sido disparados do submarino Rostov-on-Don.

"Podemos dizer com confiança completa que danos consideravelmente sérios foram feitos a estoques de armas e a uma fábrica para o preparo de minas e, naturalmente, infraestrutura de petróleo."

Shoigu afirmou que Israel e os Estados Unidos haviam sido informados do plano de lançar mísseis do submarino.

Ele declarou que nos últimos três dias a Força Aérea russa havia feito mais de 300 missões sobre a Síria e atingido mais de 600 alvos de diferentes tipos.

Os aviões de bombardeio russos voando sobre a Síria estão sendo acompanhados por caças, como Putin havia ordenado, completou ele. A Rússia começou a intervir diretamente na guerra síria no fim de setembro, com ataques aéreos em apoio ao seu aliado, o presidente Bashar al-Assad.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email