Sanders: EUA não podem continuar derrubando governos na AL

No momento em que crescem as críticas internacionais sobre o golpe em curso no Brasil, enquanto o presidente Barack Obama mantém silêncio sobre o assunto, o pré-candidato Democrata à presidência dos Estados Unidos, senador Bernie Sanders, criticou a política intervencionista americana; "Os Estados Unidos não podem continuar intervindo na América Latina e derrubando governos ou tentando desestabilizá-los por razões econômicas", afirmou; Sanders garantiu que, se chegar à Casa Branca, fomentará "uma nova relação baseada no respeito mútuo" com a América Latina e criticou a atual administração do presidente Barack Obama por não ter feito o mesmo

No momento em que crescem as críticas internacionais sobre o golpe em curso no Brasil, enquanto o presidente Barack Obama mantém silêncio sobre o assunto, o pré-candidato Democrata à presidência dos Estados Unidos, senador Bernie Sanders, criticou a política intervencionista americana; "Os Estados Unidos não podem continuar intervindo na América Latina e derrubando governos ou tentando desestabilizá-los por razões econômicas", afirmou; Sanders garantiu que, se chegar à Casa Branca, fomentará "uma nova relação baseada no respeito mútuo" com a América Latina e criticou a atual administração do presidente Barack Obama por não ter feito o mesmo
No momento em que crescem as críticas internacionais sobre o golpe em curso no Brasil, enquanto o presidente Barack Obama mantém silêncio sobre o assunto, o pré-candidato Democrata à presidência dos Estados Unidos, senador Bernie Sanders, criticou a política intervencionista americana; "Os Estados Unidos não podem continuar intervindo na América Latina e derrubando governos ou tentando desestabilizá-los por razões econômicas", afirmou; Sanders garantiu que, se chegar à Casa Branca, fomentará "uma nova relação baseada no respeito mútuo" com a América Latina e criticou a atual administração do presidente Barack Obama por não ter feito o mesmo (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Pré-candidato do Partido Democrata à presidência dos Estados Unidos, o senador Bernie Sanders defendeu nesta terça-feira, 19, o fim da política intervencionista de seu país na América Latina.

"Temos que ser honestos. A história dos Estados Unidos em relação à América Latina foi a de uma nação poderosa, com o exército mais forte do mundo, dizendo: 'Não gostamos deste governo, vamos derrubá-lo'", disse Sanders. Ele afirmou que o "caos" e "massacres" sucederam os golpes de Estado.

"Os Estados Unidos não podem continuar intervindo na América Latina e derrubando governos ou tentando desestabilizá-los por razões econômicas", disse o pré-candidato durante um bate-papo com o vocalista do grupo porto-riquenho Calle 13, René Pérez "Residente", cujo vídeo foi divulgado na internet.

Sanders garantiu que, se chegar à Casa Branca, fomentará "uma nova relação baseada no respeito mútuo" com a América Latina e criticou a atual administração do presidente Barack Obama por não ter feito o mesmo.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247