São Francisco pretende renomear 44 escolas e eliminar nomes como Washington, Lincoln e Jefferson

A cidade quer retirar homenagens a colonizadores, proprietários de escravos, perpetradores de genocídio, racistas, violadores dos direitos humanos, abusadores do meio ambiente e aqueles que oprimiram ou abusaram de mulheres

Washington (da esquerda), Jefferson e Lincoln (à direita) já foram reverenciados o suficiente para serem esculpidos no Monte Rushmore, mas agora são considerados moralmente impuros demais para terem seus nomes nas escolas de São Francisco.
Washington (da esquerda), Jefferson e Lincoln (à direita) já foram reverenciados o suficiente para serem esculpidos no Monte Rushmore, mas agora são considerados moralmente impuros demais para terem seus nomes nas escolas de São Francisco. (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A cidade de São Francisco, nos Estados Unidos, está avaliando mudar o nome até 44 das 125 escolas públicas em seu distrito, depois que um estudo de membros da comunidade identificou que os homenageados foram considerados problemáticos para os padrões atuais de conduta, segundo o site Russia Today

A cidade quer retirar homenagens a colonizadores, proprietários de escravos, perpetradores de genocídio, racistas, violadores dos direitos humanos, abusadores do meio ambiente e aqueles que oprimiram ou abusaram de mulheres, crianças, gays ou transgêneros.

Entre os alvos estão os presidentes George Washington, Thomas Jefferson, Abraham Lincoln e Franklin Roosevelt. O comitê concluiu, por exemplo, que todos os três primeiros têm conexões com escravidão, genocídio ou opressão, então Abraham Lincoln High School, George Washington High School e Jefferson Elementary podem ser renomeados.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247