Se os EUA se recusarem a fornecer F-35s, Turquia suprirá necessidade 'em outro lugar'

O ministro das Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu, teria dito que, se os EUA não fornecerem a Turquia com caças F-35, Ancara satisfaria sua necessidade em "outro lugar, onde melhores tecnologias serão oferecidas"

Se os EUA se recusarem a fornecer F-35s, Turquia suprirá necessidade 'em outro lugar'
Se os EUA se recusarem a fornecer F-35s, Turquia suprirá necessidade 'em outro lugar' (Foto: CC0 / U.S. Department of Defence / 180627-F-SX095-046)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik Brasil - O ministro das Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu, teria dito que, se os EUA não fornecerem a Turquia com caças F-35, Ancara satisfaria sua necessidade em "outro lugar".

A imprensa turca divulgou anteriormente que o país analisa a possibilidade de comprar caças Su-57 da Rússia caso os EUA se recusem a fornecer à Turquia caças F-35.

"Por que compramos os [sistemas de defesa aérea] S-400? Porque temos uma necessidade urgente de um sistema de defesa aérea. Já somos parceiros no programa de fabricação do F-35, participamos deste projeto, pagamos a quantia necessária. Atualmente, não há problemas com isso, mas no pior cenário, teremos que satisfazer nossa necessidade em outro lugar, onde melhores tecnologias serão oferecidas", disse Cavusoglu.

Mevlut Cavusoglu também notou que Ancara não tinha intenção de entregar os sistemas S-400 ao Qatar e ao Azerbaijão. Os Estados Unidos se recusam a entregar os caças aos turcos temendo que vantagens e desvantagens do F-35 sejam exploradas se operado ao mesmo tempo de um sistema de defesa aérea russo.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247