Secretário Geral da ONU apoia conferência virtual sobre refugiados palestinos

O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, participa nesta terça-feira de uma conferência ministerial virtual para enfrentar os desafios da Agência das Nações Unidas para os Refugiados da Palestina

António Guterrez, Secretário-geral da ONU  
António Guterrez, Secretário-geral da ONU   (Foto: UN Photo / Jean-Marc Ferré)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A reunião é presidida pelo ministro das Relações Exteriores da Jordânia Ayman al-Safadi e pelo ministro sueco da Cooperação Internacional para o Desenvolvimento, Peter Eriksson, segundo Stéphane Dujarric, porta-voz do secretário geral.

Este evento destaca a necessidade de contribuir com a agência da ONU sobre refugiados para garantir que receba recursos suficientes, previsíveis e sustentáveis a fim de continuar cumprindo seu mandato nos próximos anos.

No início de 2018, os Estados Unidos, um dos principais contribuintes, reduziram drasticamente seu financiamento e deixaram a agência com um déficit de cerca de US $ 250 milhões.

Isso levou a agência a uma crise financeira e a forçou a restringir o escopo de alguns de seus programas, problemas que permanecem até hoje.

Desde 1949, a agência multilateral para os refugiados palestinos fornece serviços de educação, saúde e ajuda, bem como assistência em habitação e microfinanças a mais de cinco milhões de refugiados palestinos registrados na Cisjordânia, Faixa de Gaza e Jerusalém Oriental, além da Jordânia, Líbano e Síria.

Além de cortar abruptamente os fundos, os governos dos EUA e de Israel acusaram a agência da ONU de má administração e incitação ao ódio contra a população judaica.

Mas as mais altas autoridades da ONU reafirmaram seu apoio a esse órgão e incentivaram os Estados membros a permanecerem comprometidos em ajudar os refugiados palestinos, informa a Prensa Latina.
 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247