Segunda caravana de imigrantes passa pela Guatemala em direção ao México

Um grupo de mais de mil centro-americanos na Guatemala estava marchando em direção à fronteira mexicana nesta terça-feira (23), no momento em que a primeira caravana de imigrantes fez uma parada no sul do México a caminho da fronteira dos Estados Unidos

Segunda caravana de imigrantes passa pela Guatemala em direção ao México
Segunda caravana de imigrantes passa pela Guatemala em direção ao México
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247, com Reuters - Um grupo de mais de mil centro-americanos na Guatemala estava marchando em direção à fronteira mexicana nesta terça-feira (23), no momento em que a primeira caravana de imigrantes fez uma parada no sul do México a caminho da fronteira dos Estados Unidos.

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse que vai começar a cortar milhões de dólares em ajuda à América Central e chamou a caravana no México de emergência nacional, num momento em que tenta aumentar as chances do seu Partido Republicano nas eleições parlamentares de 6 de novembro.

A caravana, que foi estimada em cerca de 7 mil a 10 mil imigrantes, em sua maior parte hondurenhos, fugindo da violência e da pobreza em seus países, está atualmente na cidade de Huixtla, no Estado de Chiapas, a cerca de 50 quilômetros da fronteira com a Guatemala.

O governo do México informou em um comunicado na terça-feira que recebeu 1.699 pedidos de refúgio, incluindo crianças. O governo estima que haja cerca de 4.500 pessoas no grupo.

Centenas de imigrantes estavam descansando em Huixtla na terça-feira, quando grupos religiosos e empresas doaram roupas. As autoridades locais forneceram vacinas, comida e bebida.

"Quando soubemos que a caravana estava chegando (nós aderimos) ... as pessoas na Guatemala também estão sofrendo com a pobreza. Portanto, esta é uma oportunidade para melhorar a vida da minha família", disse Elsa Romero, uma mãe guatemalteca de quatro filhos.

Alexander Fernández, um dos imigrantes, disse que a coluna planeja voltar a caminhar na manhã de quarta-feira.

Separadamente, a Casa do Migrante, um abrigo na Cidade da Guatemala, disse que mais de mil pessoas que deixaram Honduras estão marchando pela Guatemala em direção à fronteira mexicana. Alguns veículos da imprensa local dizem que há mais de 2 mil pessoas.

Trump e alguns correligionários republicanos têm buscado fazer da caravana e da imigração temas da eleição, que determinará se o Partido Republicano mantém o controle do Senado e da Câmara dos Deputados dos EUA.

Autoridades hondurenhas dizem que ao menos dois homens morreram até agora em estradas mexicanas durante o avanço da caravana. Um dos homens caiu de um caminhão no México e o outro morreu tentando subir em um caminhão na Guatemala, dizem autoridades.

A caravana no México ainda está longe da fronteira com os EUA, a mais de 1.800 quilômetros.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247