Senado dos EUA aprova extensão de teto da dívida para US$ 480 bilhões, evitando incumprimento

A medida é uma solução de curto prazo, que prevê o aumento do limite da dívida para cerca de US$ 480 bilhões (R$ 2,6 trilhões) até 3 de dezembro. Os legisladores deverão assim garantir a continuação do financiamento do governo

www.brasil247.com -
(Foto: Reuters)


Agência Sputnik - Nesta quinta-feira (7), o Senado dos EUA aprovou a lei de aumento temporário do limite da dívida federal até início de dezembro, evitando um possível incumprimento por parte dos órgãos do governo.

Um total de 50 senadores democratas e independentes apoiou o aumento do teto da dívida federal, 48 republicanos votaram contra.

A medida é uma solução de curto prazo, que prevê o aumento do limite da dívida para cerca de US$ 480 bilhões (R$ 2,6 trilhões) até 3 de dezembro. Os legisladores deverão assim garantir a continuação do financiamento do governo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Agora a lei passou à Câmara dos Representantes e, depois, deve ser assinada pelo presidente Joe Biden. A porta-voz da Casa Branca disse que Biden assinará a lei logo que seja aprovada pelo Congresso.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Senado, de acordo com a orientação partidária, votou pelo aumento do teto da dívida em US$ 480 bilhões até 3 de dezembro. Os republicanos Blackburn e Burr não votaram. A lei agora segue para a Câmara dos Representantes, antes do prazo final de 18 de outubro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Se o teto da dívida não tivesse sido aumentado, teria sido a primeira vez que os Estados Unidos entravam em incumprimento de pagamento da dívida. Suas consequências poderiam ter causado um colapso da economia norte-americana e potencialmente impactar a economia global.

O incumprimento nunca aconteceu, mas tal possibilidade é amplamente usada para negociações políticas no Congresso. Anteriormente, os republicanos tinham bloqueado no Senado a proposta de estender o teto da dívida devido às diferenças políticas com os democratas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email