Senado dos EUA começa a julgar impeachment de Trump

Sob acusação de incitar à violência que resultou na invasão ao Capitólio, em 6 de janeiro, começa nesta terça o julgamento de Trump no Senado dos EUA. Ele já foi condenado pela Câmara. Se condenado, pode perder seus direitos políticos

Donald Trump e invasão do Capitólio por apoiadores de Trump
Donald Trump e invasão do Capitólio por apoiadores de Trump (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Começa nesta terça-feira (9) o julgamento do segundo impeachment de Donald Trump no Senado americano. Único presidente na história dos Estados Unidos a ser condenado duas vezes pela Câmara, ele agora é acusado de incitar à violência que resultou na invasão ao Capitólio, a sede do Congresso, em 6 de janeiro.

Em 2020, Trump enfrentou seu primeiro processo de impeachment quando a Câmara o condenou por obstrução ao Congresso e abuso de poder, mas acabou inocentado pelo Senado. Dessa vez, apesar de seu mandato já ter sido concluído, os senadores, caso decidam condená-lo, podem optar por retirar seus direitos políticos, o que impediria que ele volte a se candidatar no futuro.Nesta terça, os oito promotores do impeachment iniciarão a exposição oral de seus argumentos, etapa que pode durar até três dias, informa o G1

Em um documento de 80 páginas, divulgado no dia 2, eles pedem a condenação de Trump e afirmam que ele cometeu uma “traição sem precedentes históricos” ao incentivar seus apoiadores com um discurso, pouco antes de eles invadirem o Capitólio, em um episódio que terminou com cinco mortes.

Para a condenação  são necessários dois terços dos votos (60), um cenário considerado difícil, já que metade dos 100 assentos da casa são ocupados por republicanos. O primeiro processo de impeachment durou três semanas no Senado -a previsão é que desta vez seja bem mais rápido.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email