Serra vê "com bons olhos" referendo revogatório contra Maduro

Em encontro com o líder opositor venezuelano Henrique Capriles, chanceler José Serra disse que o Brasil vê "com bons olhos" a convocação do referendo revogatório contra o presidente Nicolás Maduro, segundo nota divulgada pelo ministério; é a primeira vez que o Itamaraty se posiciona abertamente em favor do referendo; "O ministro enfatizou o imperativo de que sejam plenamente respeitadas a constituição e as leis venezuelanas e, nesse sentido, a independência e as prerrogativas dos diferentes poderes do Estado, de modo a que prevaleça a vontade soberana do povo venezuelano", diz o comunicado

Em encontro com o líder opositor venezuelano Henrique Capriles, chanceler José Serra disse que o Brasil vê "com bons olhos" a convocação do referendo revogatório contra o presidente Nicolás Maduro, segundo nota divulgada pelo ministério; é a primeira vez que o Itamaraty se posiciona abertamente em favor do referendo; "O ministro enfatizou o imperativo de que sejam plenamente respeitadas a constituição e as leis venezuelanas e, nesse sentido, a independência e as prerrogativas dos diferentes poderes do Estado, de modo a que prevaleça a vontade soberana do povo venezuelano", diz o comunicado
Em encontro com o líder opositor venezuelano Henrique Capriles, chanceler José Serra disse que o Brasil vê "com bons olhos" a convocação do referendo revogatório contra o presidente Nicolás Maduro, segundo nota divulgada pelo ministério; é a primeira vez que o Itamaraty se posiciona abertamente em favor do referendo; "O ministro enfatizou o imperativo de que sejam plenamente respeitadas a constituição e as leis venezuelanas e, nesse sentido, a independência e as prerrogativas dos diferentes poderes do Estado, de modo a que prevaleça a vontade soberana do povo venezuelano", diz o comunicado (Foto: Roberta Namour)

247 – O chanceler José Serra disse ao líder opositor venezuelano Henrique Capriles que o Brasil vê "com bons olhos" a convocação do referendo revogatório contra o presidente Nicolás Maduro, segundo nota divulgada pelo ministério.

É a primeira vez que o Itamaraty se posiciona abertamente em favor do referendo.

"O ministro enfatizou o imperativo de que sejam plenamente respeitadas a constituição e as leis venezuelanas e, nesse sentido, a independência e as prerrogativas dos diferentes poderes do Estado, de modo a que prevaleça a vontade soberana do povo venezuelano", diz o comunicado.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247