Síria apela à ONU para que detenha crimes em seu território

A Síria fez um apelo ao Conselho de Segurança das Nações Unidas para deter as agressões da coalizão liderada por Washington porque ''o silêncio guardado diante desses crimes transmite uma mensagem de impunidade para seus autores.''

Síria apela à ONU para que detenha crimes em seu território
Síria apela à ONU para que detenha crimes em seu território (Foto: Reuters)

247, com Prensa Latina - A Síria fez um apelo ao Conselho de Segurança das Nações Unidas para deter as agressões da coalizão liderada por Washington porque ''o silêncio guardado diante desses crimes transmite uma mensagem de impunidade para seus autores.''

Em cartas enviadas ao Secretário-Geral da ONU e ao presidente do Conselho, a Chancelaria síria conclamou novamente as organizações internacionais para que assumam suas responsabilidades e atuem imediatamente para pôr fim a esses crimes.

A continuação desses ataques contra civis por parte da 'coalizão internacional' - criada fora do marco da ONU - confirma um comportamento vergonhoso e o desprezo à legitimidade e às disposições do Direito Internacional.

Os documentos detalham 'já é óbvio para todos que as operações da coalizão não estão dirigidas em absoluto contra o grupo terrorista Daesh na província de Deir Ezzor, mas ao contrário, criam as condições necessárias para a continuação dos crimes desta organização terrorista e para sua sobrevivência e expansão'.

'A República Árabe Síria exige a tomada de todas as medidas necessárias para criar um mecanismo internacional independente e imparcial para investigar estes crimes, e condenar e punir os autores, e também indenizar as famílias das vítimas', solicitou o Ministério de Relações Exteriores sírio.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247