Sobe número de mortos em ataque contra base aérea indiana

O número de mortos do ataque de sábado contra uma base da Força Aérea da Índia, na província de Punjab, aumentou para 11, depois da morte de um guarda da segurança nacional; o ataque contra a base aérea indiana próximo da fronteira paquistanesa, no Norte do país, provocou 11 mortos, sete militares e os quatro terroristas, presumíveis combatentes islamitas

O número de mortos do ataque de sábado contra uma base da Força Aérea da Índia, na província de Punjab, aumentou para 11, depois da morte de um guarda da segurança nacional; o ataque contra a base aérea indiana próximo da fronteira paquistanesa, no Norte do país, provocou 11 mortos, sete militares e os quatro terroristas, presumíveis combatentes islamitas
O número de mortos do ataque de sábado contra uma base da Força Aérea da Índia, na província de Punjab, aumentou para 11, depois da morte de um guarda da segurança nacional; o ataque contra a base aérea indiana próximo da fronteira paquistanesa, no Norte do país, provocou 11 mortos, sete militares e os quatro terroristas, presumíveis combatentes islamitas (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Da Agência Lusa

O número de mortos do ataque de sábado contra uma base da Força Aérea da Índia, na província de Punjab, aumentou para 11, depois da morte de um guarda da segurança nacional.

O ataque contra a base aérea indiana próximo da fronteira paquistanesa, no Norte do país, provocou 11 mortos, sete militares e os quatro terroristas, presumíveis combatentes islamitas.

O balanço anterior, feito ontem (2), dava conta de sete vítimas fatais, os quatro terrorisas e três militares.

O diretor-geral dos serviços de informação da polícia, Anil Kumar Sharma, informou à agência de notícias EFE que a operação das forças de segurança prossegue “no interior” da base, mais de 30 horas depois de ter começado.

Adiantou ainda que o Exército está presente no local e que a polícia coordena as ações no exterior e nas zonas circundantes.

O ministro do Interior da Índia, Rajnath Singh, confirmou hoje (3), em sua conta oficial no Twitter, que um tenente-coronel da Guarda de Segurança Nacional – um contingente antiterrorista – morreu durante as operações.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247