Sobe para 1.571 o número de mortos pelo terremoto e tsunami na Indonésia

O porta-voz da Agência Nacional de Gestão de Desastres também afirmou que o número de feridos subiu para 2.549 e que 152 pessoas ainda estão sob os escombros

Sobe para 1.571 o número de mortos pelo terremoto e tsunami na Indonésia
Sobe para 1.571 o número de mortos pelo terremoto e tsunami na Indonésia (Foto: Stringer/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência EFE - As autoridades da Indonésia informaram nesta sexta-feira que subiu para 1.571 o número de mortos por conta do terremoto de magnitude 7,5 e o posterior tsunami que atingiram há uma semana o norte da ilha de Celebes.

Durante entrevista coletiva, o porta-voz da Agência Nacional de Gestão de Desastres (BNPB, sigla em indonésio), afirmou que o número de feridos subiu para 2.549 e que 152 pessoas ainda estão sob os escombros.

Além disso, um total de 1.551 corpos foram enterrados em valas comuns, acrescentou o porta-voz.

Algumas ONGs que estão na região asseguram que o número de pessoas sepultadas pode chegar a pelo menos 1 mil.

Em Palu, uma das zonas mais afetadas, a rede elétrica segue danificada em 60%, segundo indicou a companhia estatal de eletricidade, que espera poder restabelecer totalmente o serviço até o próximo dia 14.

Além de grandes danos em edifícios e estradas, o terremoto causou deslizamentos de terra em alguns lugares, soterrando vários imóveis em um estranho fenômeno chamado "liquefação do solo".

Os cientistas estão estudando as razões pelas quais o posterior tsunami foi tão violento, já que o tipo de falha onde aconteceu o tremor não costuma gerar grande movimento de ondas gigantes.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247