Soldado francês atira em homem que tentava entrar no museu do Louvre

Um soldado francês abriu fogo e feriu um homem armado com uma faca que tentava entrar no museu do Louvre, em Paris, carregando uma mala, disseram fontes da polícia; uma das fontes disse que o homem tentava entrar na loja subterrânea do museu e havia atacado outro soldado antes de ser alvejado; Ministério do Interior informou em publicação no Twitter que o incidente foi "sério"

Um soldado francês abriu fogo e feriu um homem armado com uma faca que tentava entrar no museu do Louvre, em Paris, carregando uma mala, disseram fontes da polícia; uma das fontes disse que o homem tentava entrar na loja subterrânea do museu e havia atacado outro soldado antes de ser alvejado; Ministério do Interior informou em publicação no Twitter que o incidente foi "sério"
Um soldado francês abriu fogo e feriu um homem armado com uma faca que tentava entrar no museu do Louvre, em Paris, carregando uma mala, disseram fontes da polícia; uma das fontes disse que o homem tentava entrar na loja subterrânea do museu e havia atacado outro soldado antes de ser alvejado; Ministério do Interior informou em publicação no Twitter que o incidente foi "sério" (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

PARIS (Reuters) - Um soldado francês abriu fogo e feriu um homem armado com uma faca que tentava entrar no museu do Louvre, em Paris, carregando uma mala, disseram fontes da polícia.

Uma das fontes disse que o homem tentava entrar na loja subterrânea do museu e havia atacado outro soldado antes de ser alvejado.

A polícia informou que a área foi esvaziada.

O Ministério do Interior informou em publicação no Twitter que o incidente foi "sério".

Uma porta-voz do Louvre disse que o museu estava "fechado no momento", mas não confirmou relatos de que o local foi esvaziado.

Uma testemunha da Reuters no local disse que a polícia isolou a área de acesso ao museu.

A França foi alvo de uma série de ataques de militantes islâmicos nos últimos dois anos.

(Por Michel Rose)

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247