Steve Bannon afirma que prisão teve motivação política

O ex-estrategista da Casa Branca, Steve Bannon, mentor do presidente Donald Trump e guru do clã Bolsonaro, preso na última quinta-feira por fraude e desvio de dinheiro, disse em tom desafiador que a acusação tem “motivação política”. Ele foi solto após pagar uma fiança de US$ 5 milhões

Steve Bannon é cercado por fotógrafos ao deixar Corte Federal de Manhattan, em NY, solto depois de pagar fiança, na quinta-feira (20).
Steve Bannon é cercado por fotógrafos ao deixar Corte Federal de Manhattan, em NY, solto depois de pagar fiança, na quinta-feira (20). (Foto: Reuters/Andrew Kelly)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Preso por desviar parte do dinheiro de uma campanha em que arrecadou US$ 25 milhões para a construção de um muro na fronteira dos EUA com o México, Steve Bannon disse nesta sexta-feira (21) que a acusação tem “motivação política”.

Em tom desafiador, o guru de Trump e do clã Bolsonaro disse: “Não vou recuar. A prisão foi um ato político. Todo mundo sabe que eu amo uma briga. Por muito tempo, eu fui chamado de texugo-do-mel. Você sabe, o texugo-do-mel nunca desiste. Então, a luta é longa”, disse Bannon, em seu programa War Room, em referência ao animal, considerado um dos mais corajosos do mundo, informa o Estadão

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247