Suíça amplia investigação contra investigados da Lava Jato

Justiça da Suíça ampliou as investigações envolvendo políticos e ex-executivos da Petrobras e da Odebrecht envolvidos na Operação Lava Jato ao pedir a colaboração do Panamá, Liechtenstein e Holanda na apuração do destino de milhões de dólares depositados em contas de bancos do país que teriam sido transferidos ao exterior; algumas das contas investigadas estão ligadas ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ),  e outras pertencem a rede de empresas offshore da empreiteira Odebrecht

Brasília- DF 15-12-2015 Foto Lula Marques/Agência PT Deputado, Eduardo Cunha preside a sessão da câmara. Deputados votando.
Brasília- DF 15-12-2015 Foto Lula Marques/Agência PT Deputado, Eduardo Cunha preside a sessão da câmara. Deputados votando. (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Justiça da Suíça ampliou as investigações envolvendo políticos e ex-executivos da Petrobras e da Odebrecht envolvidos na Operação lava jato ao pedir a colaboração do Panamá, Liechtenstein e Holanda na apuração do destino de milhões de dólares depositados em contas de bancos do país que teriam sido transferidos ao exterior.

Segundo o jornal Estado de São Paulo, o Ministério Público suíço já havia informado as autoridades brasileiras que iria ampliar a investigação visando identificar o destino de pagamentos feitos por meio de trusts e empresas offshores.

Uma das contas investigadas está diretamente ligada ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Os recursos contidos nas contas em nome do parlamentar foram congelados.

Além de Cunha, a ampliação das investigações também envolve as contas da rede de empresas offshore da empreiteira Odebrecht, suspeita de ter criado um emaranhado jurídico e empresarial para driblar a fiscalização das autoridades em torno da movimentação de recursos ilegais. 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247