Sunak diz que vai usar abordagem pragmática em resposta às ações da Rússia e da China

O primeiro-ministro do Reino Unido divulgou que o governo britânico apresentará uma revisão integral de suas políticas de defesa e externa

www.brasil247.com - Rishi Sunak em frente à sua casa, em Londres, Inglaterra
Rishi Sunak em frente à sua casa, em Londres, Inglaterra (Foto: REUTERS/Peter Nicholls)


TASS - O primeiro-ministro do Reino Unido, Rishi Sunak, afirmou que as autoridades britânicas adotarão uma abordagem pragmática nas relações internacionais em resposta às ações da Rússia e da China.

"Hoje, o ritmo da mudança geopolítica está se intensificando. Nossos adversários e concorrentes planejam a longo prazo", disse Sunak na segunda-feira (28). Ele afirmou que a Rússia "está desafiando os princípios fundamentais da Carta da ONU", enquanto "a China está conscientemente competindo pela influência global usando todas as alavancas do poder do Estado".

"Diante desses desafios, o curto prazo ou o pensamento positivo não serão suficientes. Não podemos depender de argumentos ou abordagens da Guerra Fria, ou de mero sentimentalismo sobre o passado. Portanto, daremos um salto evolutivo em nossa abordagem", afirmou o primeiro-ministro. 

"Isso significa ser mais forte na defesa de nossos valores e da abertura da qual nossa prosperidade depende. Significa entregar uma economia mais forte em casa, como base de nossa força no exterior. E significa enfrentar nossos concorrentes, não com grande retórica, mas com pragmatismo robusto", continuou.

Sunak também divulgou que o governo britânico apresentará uma Revisão Integrada atualizada das questões de segurança, defesa e política externa do Reino Unido em meio às graves mudanças geopolíticas.

"Faremos tudo isso não apenas por meio de nossa experiência diplomática, liderança em ciência e tecnologia e investimento em defesa e segurança, mas aumentando drasticamente a qualidade e a profundidade de nossas parcerias com países com ideias semelhantes em todo o mundo. Vamos estabelecer mais detalhes na Revisão Integrada atualizada no ano novo, incluindo como trabalharemos com amigos na Commonwealth, Estados Unidos, Estados do Golfo, Israel e outros", disse ele.

Sunak destacou que o Reino Unido "já está dando esse salto evolutivo em três outros lugares".

"Primeiro, ao apoiarmos a Ucrânia, também estamos revigorando nossas relações europeias para enfrentar desafios como segurança e migração. Segundo, estamos adotando uma visão de longo prazo para a China, fortalecendo nossa resiliência e protegendo nossa segurança econômica. E terceiro , estamos aproveitando as enormes oportunidades oferecidas no Indo-Pacífico, construindo parcerias profundas e duradouras", acrescentou.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247