Susan Sarandon: “Medo de Trump não é suficiente para que eu apoie Hillary”

A dois dias da eleição presidencial de seu país, a atriz Susan Sarandon disse em entrevista ao programa Newsnight que não votaria (e não votará) na candidata Hillary Clinton apenas por ela ser mulher; "Não voto com minha vagina", afirmou Sarandon ao ser questionada sobre a importância de uma mulher governar os EUA; em nota nas redes sociais, atriz ganhadora do Oscar afirmou que "medo de Donald Trump não é suficiente para que eu apoie Hillary, com o seu histórico de corrupção", e declarou seu apoio à candidata do Partido Verde, Jill Stein

Susan Sarandon arrives at the 22nd annual Screen Actors Guild Awards at the Shrine Auditorium & Expo Hall on Saturday, Jan. 30, 2016, in Los Angeles. (Photo by John Salangsang/Invision/AP)
Susan Sarandon arrives at the 22nd annual Screen Actors Guild Awards at the Shrine Auditorium & Expo Hall on Saturday, Jan. 30, 2016, in Los Angeles. (Photo by John Salangsang/Invision/AP) (Foto: Romulo Faro)

247 - A dois dias da eleição presidencial de seu país, a atriz Susan Sarandon disse em entrevista ao programa Newsnight que não votaria (e não votará) na candidata Hillary Clinton apenas por ela ser mulher. "Não voto com minha vagina", afirmou Sarandon ao ser questionada sobre a importância de uma mulher governar os Estados Unidos da América.

Em nota nas redes sociais, atriz ganhadora do Oscar afirmou que "medo de Donald Trump não é suficiente para que eu apoie Hillary, com o seu histórico de corrupção", e declarou seu apoio à candidata do Partido Verde, Jill Stein.

Durante as primárias para a indicação do candidato democrata, Sarandon foi uma das maiores defensoras de Bernie Sanders, senador quase desconhecido em nível nacional até então e que se definia como "socialista" e que disputou a vaga até o final com Hillary.

Com a vitória de Hillary, no entanto, Sarandon escolheu respaldar a candidata do Partido Verde, alegando que ela "representa tudo que acredito" e "um terceiro partido é necessário e viável neste momento".

"A razão de estarmos nesta situação (de crise social, política e ambiental) é porque todo mundo está votando no menor dos males há muito tempo", criticou Sarandon, e ainda afirmou não precisar fazer uma escolha que vai contra seus interesses.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247