Temer é um assassino político, diz Maduro

Neste final de semana, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, comentou a situação política no Brasil; o presidente vizinho citou as gravações envolvendo Michel Temer, nas quais ele negocia suborno e propinas - para Maduro, Temer será destituído por já ter cumprido seu papel de "assassino político", ao comandar a destituição da presidenta Dilma Rousseff 

Neste final de semana, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, comentou a situação política no Brasil; o presidente vizinho citou as gravações envolvendo Michel Temer, nas quais ele negocia suborno e propinas - para Maduro, Temer será destituído por já ter cumprido seu papel de "assassino político", ao comandar a destituição da presidenta Dilma Rousseff 
Neste final de semana, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, comentou a situação política no Brasil; o presidente vizinho citou as gravações envolvendo Michel Temer, nas quais ele negocia suborno e propinas - para Maduro, Temer será destituído por já ter cumprido seu papel de "assassino político", ao comandar a destituição da presidenta Dilma Rousseff  (Foto: Charles Nisz)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Nicolás Maduro, presidente da Venezuela, enviou mensagem aos brasileiros. Neste final de semana, o presidente vizinho comentou a situação política no Brasil. No comentário, Maduro citou os recentes escândalos envolvendo Michel Temer e Aécio Neves, com conversas sobre "subornos e pagamento de propinas".

No sábado (29), durante um ato junto a estudantes, Maduro comparou as gravações divulgadas de Aécio Neves e outros políticos brasileiros a diálogos da “máfia e de narcotraficantes”. Para Maduro, é a corrupção "mais horripilante" da América Latina.

No domingo (30), em seu programa televisivo (neste dia, apresentado diretamente do metrô de Caracas), Maduro acusou Temer de ter sido designado para fazer o trabalho sujo no Brasil: “O poder econômico no Brasil decidiu tirá-lo porque ele já cumpriu seu papel de assassino político”.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247