Terroristas intensificam ataques contra exército sírio

A Síria e a Rússia denunciaram que os grupos terroristas concentram reforços e intensificam ataques contra áreas da zona de distensão localizada no sul da província de Idleb. Em uma região de cerca de 100 quilômetros de extensão, entre essa província, a de Hama e o norte de Latakia, os extremistas liderados pela Junta para a Libertação do Levante, antiga Al Nusra, realizam bombardeios com foguetes e projéteis de morteiro contra posições das Forças Armadas da Síria

Terroristas intensificam ataques contra exército sírio
Terroristas intensificam ataques contra exército sírio

Prensa Latina - A Síria e a Rússia denunciaram que os grupos terroristas concentram reforços e intensificam ataques contra áreas da zona de distensão localizada no sul da província de Idleb. Em uma região de cerca de 100 quilômetros de extensão, entre essa província, a de Hama e o norte de Latakia, os extremistas liderados pela Junta para a Libertação do Levante, antiga Al Nusra, realizam bombardeios com foguetes e projéteis de morteiro contra posições das Forças Armadas da Síria. 

Fontes militares indicaram que os terroristas tratam de formar uma brigada de choque desde a região indicada a partir de pontos de concentração nas localidades de Abu Dhuhur e a planície de al Ghaab. 

De acordo com os dados, Al Nusra ignorou discrepâncias e confrontos com o chamado Exército de Libertação Nacional, respaldado pela Turquia, e tenta consolidar pontos de partida para os ataques que incluiriam assaltos com dezenas de suicidas.

Nas áreas de confrontos mencionadas, todas as quais fazem parte de uma zona de distensão nunca respeitada pelos terroristas, estão deslocados mais de 10 mil efetivos das organizações jihadistas, segundo precisaram as fontes.

As tropas sírias, junto a efetivos das Forças de Defesa Nacional e militantes do Partido Nacionalista Sírio, estão integradas também por elementos da Guarda republicana, o agrupamento especial Tigre e a Quarta Divisão Blindada, além das brigadas 104, 105 e 106.

Nas operações de resposta às ações dos terroristas, o Exército sírio recebe o apoio da aviação russa e da própria força aérea nacional, que conseguiram neutralizar várias concentrações e equipamentos desses grupos.

Idleb, último bastião organizado dos extremistas na Síria e vizinho à fronteira turca, tem uma área de 6.097 quilômetros quadrados e uma população a mais de 2 milhões de habitantes, uma boa parte dos quais se deslocaram para outras regiões ante o incremento dos confrontos.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247