Tribunal da Venezuela decreta prisão de Leopoldo López, mentor de Guaidó

Tribunal de Caracas decretou a prisão do líder político de oposição Leopoldo López, que está na embaixada da Espanha na Venezuela após ter conseguido sair da prisão domiciliar com a ajuda de membros da polícia; fuga aconteceu durante a tentativa de golpe do autoproclamado presidente Juan Guaidó esta semana e que contou com o apoio dos EUA; no mesmo dia ele se mudou para a residência do embaixador espanhol em Caracas

Tribunal da Venezuela decreta prisão de Leopoldo López, mentor de Guaidó
Tribunal da Venezuela decreta prisão de Leopoldo López, mentor de Guaidó

Sputnik - Um tribunal venezuelano emitiu nesta quinta-feira um mandado de prisão contra Leopoldo López, político da oposição, por violar uma ordem imposta pelo tribunal em 2017 para permanecer sob prisão domiciliar, segundo um comunicado no site da Suprema Corte.

Na terça-feira, Lopez deixou sua casa em Caracas para aparecer ao lado do líder da oposição, Juan Guaidó, em uma manifestação contra o presidente Nicolás Maduro. Mais tarde naquele dia, ele se mudou para a residência do embaixador espanhol em Caracas.

Considerado o "mentor" de Guaidó, López é tido como um favorito a conquistar a Presidência da Venezuela, caso a tentativa de golpe liderada pelo presidente da Assembleia Nacional e apoiada pelos Estados Unidos tivesse sido bem-sucedida.

Contudo, a falta de adesão de militares de alta parente ao movimento de Guaidó causou uma corrida dos opositores a embaixadas de outros países – incluindo a do Brasil, que deu abrigo a mais de duas dezenas de militares de baixa patente que pediram asilo.

López, que foi preso em 2014, foi transferido para prisão domiciliar três anos depois.

Confira o Twitter da TeleSUR TV sobre o assunto.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247