Trump diz estar aberto a diálogo com Coreia do Norte “sob condições adequadas”

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse estar disposto ao diálogo com a Coreia do Norte "sob condições adequadas", depois que o regime norte-coreano assegurar que deixa a "porta aberta" para uma conversa com o governo americano; "Eles querem falar, e veremos o que acontece, essa é a minha atitude", disse Trump; ele ressaltou que, desde o governo de Bill Clinton (1993), seus antecessores tentaram "dialogar" com a Coreia do Norte, e não aconteceu "nada" nesses 25 anos

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse estar disposto ao diálogo com a Coreia do Norte "sob condições adequadas", depois que o regime norte-coreano assegurar que deixa a "porta aberta" para uma conversa com o governo americano; "Eles querem falar, e veremos o que acontece, essa é a minha atitude", disse Trump; ele ressaltou que, desde o governo de Bill Clinton (1993), seus antecessores tentaram "dialogar" com a Coreia do Norte, e não aconteceu "nada" nesses 25 anos
O presidente dos EUA, Donald Trump, disse estar disposto ao diálogo com a Coreia do Norte "sob condições adequadas", depois que o regime norte-coreano assegurar que deixa a "porta aberta" para uma conversa com o governo americano; "Eles querem falar, e veremos o que acontece, essa é a minha atitude", disse Trump; ele ressaltou que, desde o governo de Bill Clinton (1993), seus antecessores tentaram "dialogar" com a Coreia do Norte, e não aconteceu "nada" nesses 25 anos (Foto: Leonardo Lucena)

Da Agência EFE

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta segunda-feira (26) estar disposto ao diálogo com a Coreia do Norte "sob condições adequadas", depois que o regime norte-coreano assegurar que deixa a "porta aberta" para uma conversa com o governo americano. A informação é da agência EFE.

"Eles querem falar, e veremos o que acontece, essa é a minha atitude", disse Trump hoje durante uma reunião na Casa Branca com a maioria dos governadores do país. Ele ressaltou que, desde o governo de Bill Clinton (1993), seus antecessores tentaram "dialogar" com a Coreia do Norte, e não aconteceu "nada" nesses 25 anos.

"Outros presidentes tinham que ter solucionado este problema, muito antes de eu ter chegado aqui", comentou Trump. Ele ressaltou que seu governo foi "muito duro" com o regime norte-coreano e que a China também endureceu sua postura sobre Pyongyang, embora devesse ter feito mais.

Primeiro passo

O governo de Trump confia que a oferta de diálogo de Pyongyang represente um "primeiro passo no caminho da desnuclearização" da península coreana, disse neste domingo (25) a porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders.

"Os EUA, a República da Coreia do Sul e a comunidade internacional estão de acordo em geral de que a desnuclearização deve ser o resultado de qualquer diálogo com a Coreia do Norte", afirmou Sarah em comunicado.

O general norte-coreano Kim Yong-chol, que lidera a representação norte-coreana que compareceu à cerimônia de encerramento dos Jogos de PyeongChang neste domingo, disse hoje em Seul que "as portas estão abertas ao diálogo com os EUA", e que a Coreia do Norte já tornou pública esta postura várias vezes.

As conversas para a desnuclearização norte-coreana (das quais participam as duas Coreias, EUA, China, Rússia e Japão) permanecem estagnadas há mais de uma década.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247