Trump diz que EUA estão prontos para reagir a qualquer ameaça de Pyongyang

Segundo a agência Reuters, Donald Trump, em conversa com o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, reiterou disposição para retaliar um ataque norte-coreano: "O presidente Trump afirmou que os EUA estão prontos a reagir e se defender no caso de qualquer ameaça ou iniciativa tomada pela Coreia do Norte contra os EUA ou contra os seus aliados – a Coreia do Sul ou o Japão"

Donald Trum e Kim Jong-un, da Coreia do Norte
Donald Trum e Kim Jong-un, da Coreia do Norte (Foto: Giuliana Miranda)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Da Sputnik Brasil

O presidente dos EUA, Donald Trump, realizou negociações por telefone com o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, durante as quais os líderes discutiram a situação em torno da Coreia do Norte.

"O presidente Trump afirmou que os EUA estão prontos a reagir e se defender no caso de qualquer ameaça ou iniciativa tomada pela Coreia do Norte contra os EUA ou contra os seus aliados – a Coreia do Sul ou o Japão", comunicou a Casa Branca citada pela Reuters.

Entretanto, acrescenta-se que o objetivo principal dos países é não permitir lançamentos de mísseis por Pyongyang.

Em 10 de agosto, foi informado que os militares da Coreia do Norte pretendem elaborar um plano de ataque contra a base dos EUA em Guam e vão apresentá-lo ao líder Kim Jong-un.

Foi ainda comunicado que o Pentágono elaborou um plano de ataque preventivo contra estruturas militares da Coreia do Norte com a utilização de bombardeiros estratégicos Rockwell B-1 Lancer.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email