Trump diz que se Biden vencer eleições, EUA terão “anarquia total, loucura e caos”

“Se nossos oponentes prevalecerem, ninguém estará seguro em nosso país”, disse o presidente Donald Trump a ativistas conservadores, em seu primeiro discurso desde o final da Convenção Nacional Democrata

Joe Biden e Donald Trump
Joe Biden e Donald Trump (Foto: REUTERS/Tom Brenner | REUTERS/Leah Millis)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

WASHINGTON (Reuters) - Depois de ser acusado pelos democratas de ser um líder caótico e desonesto, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, revidou nesta sexta-feira, afirmando que os democratas, e não ele, provocariam caos aos EUA, caso Joe Biden vença a eleição em novembro.

“Se nossos oponentes prevalecerem, ninguém estará seguro em nosso país”, disse Trump a ativistas conservadores em seu primeiro discurso desde o final da Convenção Nacional Democrata, na noite de quinta-feira.

“Eu sou a única coisa entre o sonho americano e anarquia total, loucura e caos”, acrescentou.

Em uma prévia do que os republicanos discutirão em sua própria convenção na próxima semana, Trump insistiu na postura de “lei e ordem” que adotou em resposta aos protestos contra o racismo e a brutalidade policial em cidades dos EUA, incluindo Portland, no Oregon.

Ele disse que a polícia foi enfraquecida em cidades “administradas pelos democratas” e citou um aumento nos assassinatos em Chicago, Mineápolis, Nova York e Filadélfia. O presidente alertou os norte-americanos a se virarem contra “socialistas radicais de esquerda e marxistas”.

Ele chamou os manifestantes em Portland de “loucos”.

“Portanto, o futuro do nosso país e certamente da nossa civilização está em jogo no dia 3 de novembro”, afirmou ele no discurso em Arlington, na Virgínia, ao Conselho de Política Nacional 2020.

O candidato democrata Biden e sua companheira de chapa, a senadora Kamala Harris, aceitaram a indicação de seu partido na convenção democrata de quatro dias, na qual autoridades caracterizaram os quatro anos de Trump no cargo como caóticos.

A convenção, realizada virtualmente por causa da pandemia de coronavírus, apresentou críticas contundentes à reputação de Trump e ao fato de mais de 170.000 pessoas terem morrido durante o surto nos EUA.

Biden abriu seu discurso na noite de quinta-feira dizendo: “O atual presidente envolveu a América sob o manto da escuridão por tempo demais. Raiva demais. Medo demais. Divisão demais”.

Em seu discurso, Trump chamou o evento democrata de “a convenção mais sombria e mais raivosa da história americana”.


 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247