Trump formaliza saída dos EUA de acordo Transpacífico

Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou decreto que retira formalmente os EUA do acordo comercial Parceria Transpacífico com 12 nações, cumprindo uma promessa de campanha no ano passado; ele também assinou um decreto impondo um congelamento de contratações federais e uma diretriz que proíbe organizações não-governamentais norte-americanas de receber financiamento federal para realizar abortos no exterior

U.S. President Donald Trump speaks during the Inaugural Law Enforcement Officers and First Responders Reception in the Blue Room of the White House in Washington, U.S., January 22, 2017. REUTERS/Joshua Roberts
U.S. President Donald Trump speaks during the Inaugural Law Enforcement Officers and First Responders Reception in the Blue Room of the White House in Washington, U.S., January 22, 2017. REUTERS/Joshua Roberts (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou nesta segunda-feira um decreto que retira formalmente os EUA do acordo comercial Parceria Transpacífico com 12 nações, cumprindo uma promessa de campanha no ano passado.

Em uma cerimônia no Salão Oval da Casa Branca, Trump também assinou um decreto impondo um congelamento de contratações federais e uma diretriz que proíbe organizações não-governamentais norte-americanas de receber financiamento federal para realizar abortos no exterior.

Trump chamou o decreto sobre a Parceria Transpacífico de "uma grande coisa para o trabalhador americano".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email