Trump irá declarar emergência nacional para construir muro

O presidente dos EUA, Donald Trump, irá declarar emergência nacional para construir o muro na fronteira com o México, disse a Casa Branca nesta quinta-feira (14); o líder da maioria no Senado dos EUA, Mitch McConnell, também confirmou a informação

Trump irá declarar emergência nacional para construir muro
Trump irá declarar emergência nacional para construir muro (Foto: REUTERS/ Kevin Lamarque)

Sputnik Brasil - O presidente dos EUA, Donald Trump, irá declarar emergência nacional para construir o muro na fronteira com o México, disse a Casa Branca nesta quinta-feira (14). O líder da maioria no Senado dos EUA, Mitch McConnell, também confirmou a informação.

"Acabei de ter uma oportunidade de falar com o presidente Trump", disse McConnell no Senado. "Eu diria a todos os meus colegas que ele indicou que está preparado para assinar a lei. Ele também estará emitindo uma declaração de emergência nacional ao mesmo tempo."

Trump e o Congresso estão em uma disputa por conta do muro que o presidente pretende construir. Algumas atividades do governo federal chegaram a ficar paralisadas por 35 dias por conta do impasse já que o orçamento público não foi aprovado.

Trump pedia US$ 5,7 bilhões para a construção, mas a oposição não aceitou a demanda.

Na tentativa de encerrar o impasse, os partidos Repúblicano, do presidente, e Democrata, de oposição, trabalham em um orçamento com a previsão orçamentária de US$ 1,3 bilhão para a obra.
A Casa Branca também afirmou que Trump deve assinar o orçamento acordado pelos dois partidos.

Com a declaração de emergência nacional, o presidente conseguirá mais recursos sem precisar da aprovação do Congresso. Trump já havia ameaçado tomar essa medida durante a paralisação parcial do governo.

Em declaração publicada à imprensa, a Casa Branca afirma que a medida será adotara para "assegurar que nós iremos parar as crises de segurança nacional e humanitária"

A líder da oposição, Nancy Pelosi, afirmou que o muro não é uma "emergência". Ela também disse que irá "rever nossas opções" caso Trump declare emergência nacional.

A democrata afirmou que, caso Trump declare emergência, os deputados do partido contestariam legalmente o presidente pelo ato, que pode gerar "grande mal-estar e consternação" pelo "exagero" da autoridade executiva

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247