Trump nega agressão à Venezuela: "eu não enviaria um pequeno grupo. Seria um exército"

“Se eu quisesse ir para a Venezuela, não faria isso em segredo. Eu não enviaria um pequeno grupo. Não, não, não. Seria um exército e isso seria chamado de invasão”, disse Donald Trump ao negar a participação dos EUA na fracassada operação militar contra o governo de Nicolás Maduro

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, negou que seu governo tenha tido qualquer participação na fracassada Operação Gedéon, uma incursão marítima para derrubar o governo do presidente venezuelano Nicolás Maduro, que resultou em oito mortos e 20 pessoas presas, inclusive dois ex-militares norte-americanos. “Se eu quisesse ir para a Venezuela, não faria isso em segredo. Eu não enviaria um pequeno grupo. Não, não, não. Seria um exército (...) e isso seria chamado de invasão”, disse Trump nesta sexta-feira (8). 

“Vi as fotos em uma praia. Obviamente, não era liderado pelo general George Washington”, disse Trump. George Washington, foi o primeiro presidente dos EUA  e é apontado por muitos especialistas como um grande estrategista militar.  

Nesta semana, após a operação ser desbaratada pela Venezuela, o secretário de Estado, Mike Pompeo, disse que os EUA farão uso de todas as opções para repatriar os dois norte-americanos. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247