Trump recebe emissário de Xi; negociações entre China e EUA avançam

O presidente dos EUA, Donald Trump, reuniu-se nesta quinta-feira (31) com o vice-premiê chinês Liu He na Casa Branca, a quem disse que grandes progressos foram feitos na última rodada da negociação comercial bilateral, o que abre a possibilidade de dar solução à guerra comercial entre os dois países

Trump recebe emissário de Xi; negociações entre China e EUA avançam
Trump recebe emissário de Xi; negociações entre China e EUA avançam
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247, com Xinhua - O presidente dos EUA, Donald Trump, reuniu-se nesta quinta-feira (31) com o vice-premiê chinês Liu He na Casa Branca, a quem disse que grandes progressos foram feitos na última rodada da negociação comercial bilateral.

Liu, que também é membro do Birô Político do Comitê Central do Partido Comunista da China e responsável na China pelo diálogo econômico abrangente com os Estados Unidos, liderou a delegação chinesa para as negociações comerciais de dois dias, concluídas na quinta-feira em Washington.

Ele entregou uma mensagem a Trump em que o presidente chinês, Xi Jinping, apontou que as relações sino-americanas estão em um estágio importante.

Xi disse que quando ele e Trump se reuniram na Argentina, em dezembro passado, os dois chefes de Estado concordaram em promover conjuntamente os laços sino-americanos com base em coordenação, cooperação e estabilidade.

"De acordo com o consenso que alcançamos, as equipes econômicas de ambos os lados desde então vêm conduzindo negociações intensivas e alcançando progressos", disse Xi.

O líder chinês disse que os dois países devem, no espírito do respeito mútuo e de cooperação em que ambos os lados ganham, continuar tentando chegar a um consenso e intensificar as consultas, a fim de atingir um benefício mútuo o mais cedo possível.

Segundo ele, isso enviará um sinal positivo à comunidade internacional, promoverá o desenvolvimento sólido das relações entre a China e os EUA e impulsionará o crescimento constante da economia global.

Quanto às negociações comerciais, o vice-premiê chinês afirmou que as equipes de ambos os lados não poupam tempo na implementação do importante consenso entre os dois chefes de Estado.

Ele observou que durante a última rodada de conversações os dois lados realizaram discussões francas, específicas e construtivas sobre questões de interesse comum, como balança comercial, transferência de tecnologia, proteção dos direitos de propriedade intelectual e um mecanismo de fiscalização de duas vias, bem como outros assuntos de interesse para o lado chinês.

As conversas obtiveram progressos importantes para a etapa atual e lançaram as bases para novas consultas na próxima fase, assinalou Liu.

Os dois lados manterão comunicação próxima e se esforçarão para chegar a um acordo econômico e comercial que atenda aos interesses dos dois países e dos dois povos o mais breve possível, com base no respeito recíproco, igualdade e benefício mútuo, disse o vice-premiê.

Trump disse que valoriza sua boa relação pessoal com Xi e que as relações entre os EUA e a China permanecem fortes e seguem em frente sob a orientação dos dois chefes de Estado.

A última rodada de consultas econômicas e comerciais entre os dois países fez grandes progressos, disse Trump, esperando que os dois lados possam chegar a um grande acordo o mais cedo possível, o que ele acredita ser de grande importância para os dois países e para o mundo em geral.

O presidente confirmou que uma delegação dos EUA liderada pelo representante comercial Robert Lighthizer e pelo secretário do Tesouro Steven Mnuchin visitará a China em meados de fevereiro para continuar as consultas.

Trump disse estar ansioso para se encontrar com Xi o mais breve possível e testemunhar juntos o momento histórico em que os dois países chegarão a um acordo sobre os assuntos econômicos e comerciais.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247