Trump receberá secretário-geral da Otan; Brasil pode ser incluído na pauta

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, receberá o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, na Casa Branca, no próximo dia 2 de abril, segundo anunciou nesta terça-feira (26) a presidência norte-americana; será o primeiro encontro entre Stoltenberg e Trump desde que o presidente norte-americano disse que pressionará para incluir o Brasil na Aliança Atlântica

Trump receberá secretário-geral da Otan; Brasil pode ser incluído na pauta
Trump receberá secretário-geral da Otan; Brasil pode ser incluído na pauta
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247, com EFE - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, receberá o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, na Casa Branca, no próximo dia 2 de abril, segundo anunciou nesta terça-feira (26) a presidência norte-americana.

Será o primeiro encontro entre Stoltenberg e Trump desde que o presidente norte-americano disse que pressionará para incluir o Brasil na Aliança Atlântica.

"Designarei o Brasil como um aliado estratégico fora da Otan, ou talvez possivelmente como um aliado na Otan. Teria que falar com muita gente, mas talvez será um aliado na Otan", disse Trump, durante a visita oficial do presidente Jair Bolsonaro, na semana passada

A visita coincide com o 70º aniversário da Aliança Atlântica, que surgiu em 4 de abril de 1949 em Washington.

Trump e Stoltenberg irão falar sobre "os sucessos sem precedentes da Otan, incluindo o recente aumento nos compromissos com a distribuição da carga econômica entre os aliados europeus", disse a Casa Branca.

Os dois líderes também discutirão "as formas de enfrentar os atuais e crescentes desafios enfrentados pela Aliança" e ressaltarão sua importância estratégica.

O presidente estadunidense e o secretário-geral da Otan farão inicialmente uma reunião particular e depois participarão de um encontro bilateral ampliado.

Trump criticou a Otan e, desde que chegou ao poder, reclamou que os EUA gastam demais na Aliança Atlântica, uma ideia que ele transferiu repetidamente para seus parceiros em telefonemas e reuniões bilaterais.

Será o primeiro encontro entre Stoltenberg e Trump desde que o presidente norte-americano disse que pressionará para incluir o Brasil na Aliança Atlântica.

"Designarei o Brasil como um aliado estratégico fora da Otan, ou talvez possivelmente como um aliado na Otan. Teria que falar com muita gente, mas talvez será um aliado na Otan", disse Trump, durante a visita oficial do presidente Jair Bolsonaro, na semana passada.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247