Trump tenta se esquivar da polêmica sobre imigrantes: não sou racista

Após virem à tona seus comentários depreciativos sobre imigrantes do Haiti, da África e de El Salvador, o presidente dos EUA, Donald Trump, negou ser racista; Trump fez uma declaração neste domingo (14) afirmando que estava "pronto, disposto e capaz" de alcançar um acordo para proteger os imigrantes que chegaram aos Estados Unidos Estados enquanto crianças

Trump tenta se esquivar da polêmica sobre imigrantes: não sou racista
Trump tenta se esquivar da polêmica sobre imigrantes: não sou racista (Foto: REUTERS/Jim Bourg)

Da Sputnik Brasil

O presidente dos EUA, Donald Trump, nega ser racista após a péssima repercussão de seus comentários ofensivos contra imigrantes do Haiti e da África O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez uma declaração neste domingo (14) negando ser racista, apesar das notícias sobre seus comentários depreciativos contra imigrantes do Haiti e da África. O líder norte-americano acrescentou que estava "pronto, disposto e capaz" de alcançar um acordo para proteger os imigrantes que chegaram aos Estados Unidos Estados enquanto crianças.

"Não. Não sou racista. Sou a pessoa menos racista que você vai entrevistar um dia", disse Trump a um repórter norte-americano, citado pela agência Reuters.

Durante a semana foi divulgada uma reportagem do jornal The Washington Post, citando fontes, afirmando que Trump se referiu a alguns países africanos, bem como ao Haiti e a El Salvador, como "países de m*rda" durante uma discussão sobre a proteção das pessoas desses países como parte de um acordo bipartidário de imigração.

Na sexta-feira, um porta-voz do Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Rupert Colville, chamou o suposto comentário de Trump de "chocante e vergonhoso", acrescentando que "nenhuma outra palavra pode ser usada, apenas racista".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247