Turquia diz que 181 alvos já foram atingidos durante operação na Síria

O Exército da Turquia atingiu um total de 181 alvos por meio de ataques aéreos e obuses desde o início da operação militar no nordeste da Síria, segundo informou o Ministério da Defesa turco nesta quarta-feira (9)

Exército da Turquia da Síria
Exército da Turquia da Síria (Foto: REUTERS / Rodi Said)

Sputnik Brasil - Os alvos da investida são o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), organização classificada como terrorista na Turquia, e o Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e diversos outros países).

O governo turco alega que os objetivos da operação são a limpeza do território sírio que faz fronteira com a Turquia das forças de autodefesa curdas, a criação de uma zona de segurança nessa área e a instalação dos refugiados sírios que estão na Turquia.

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, anunciou nesta quarta-feira (9) o início da operação no nordeste da Síria

FDS dizem que bombardeio atingiu prisão com terroristas

As Forças Democráticas da Síria (FDS), lideradas pelos curdos, por sua vez, afirmaram que um bombardeio turco efetuado nesta quarta-feira atingiu uma prisão onde estavam detidos militantes do grupo Estado Islâmico.

"Uma das prisões nas quais prisioneiros do Daesh estão detidos foi atingida por um ataque aéreo turco", disse as FDS, segundo publicado pela agência Reuters. O grupo controla parte do nordeste da Síria. 

Os curdos que ocupam a região afirmam que a ofensiva turca pode prejudicar o combate aos últimos focos de terroristas que resistem na Síria. 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou durante coletiva de imprensa em Washington que militantes do Daesh estavam sendo retirados de prisões no norte da Síria. 

"Estamos retirando alguns dos mais perigosos militantes do Daesh", disse. O republicano explicou que os terroristas estavam sendo colocados "em diferentes lugares onde há segurança". Mais cedo, Trump comentou pelo Twitter sobre a saída total das tropas americanas da região, afirmando que o país nunca deveria ter estado no Oriente Médio.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247