União Europeia considera impor sanções contra oficiais russos após envenenamento de opositor

Alexei Navalny, opositor do regime de Putin há anos, foi envenenado em agosto, o que gerou reações contundentes por parte da União Europeia

(Foto: REUTERS/Shamil Zhumatov)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Alemanha e França estão mobilizando apoio em Bruxelas para a imposição de sanções contra oficiais russos envolvidos no envenenamento do principal opositor do regime de Putin, Alexei Navalny. 

Como reportado no Financial Times, os ministros das relações exteriores destes países propuseram “sancionar os indivíduos responsáveis por este crime e violação do direito internacional, assim como as instituições envolvidas no programa novichok”.

As sanções envolveriam proibição de viajar para oficiais e o congelamento de seus ativos. Crucialmente, não foi mencionada a possibilidade de se cancelar o projeto “Nord Stream 2”, o gasoduto que transportará o gás natural da Rússia para a UE.

No entanto, críticos apontam para o fato de que, como o crime ocorreu na Rússia, as sanções internacionais injustificáveis.

No dia 20 de agosto, Navalny se sentiu mal durante um voo para a região da Sibéria. Após exames, ele foi encaminhado para um hospital na Alemanha, onde passou um mês em recuperação.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247