União Europeia seguirá 'de perto' prisão de Assange, diz porta-voz

A Comissão Europeia (CE), órgão executivo da União Europeia (UE), afirmou nesta quinta-feira (11)que vai acompanhar "de perto" a detenção do fundador do site "WikiLeaks", Julian Assange, na embaixada do Equador em Londres, acrescentando que se trata de um assunto cuja decisão cabe à Justiça

União Europeia seguirá 'de perto' prisão de Assange, diz porta-voz
União Europeia seguirá 'de perto' prisão de Assange, diz porta-voz

EFE - A Comissão Europeia (CE), órgão executivo da União Europeia (UE), afirmou nesta quinta-feira (11)que vai acompanhar "de perto" a detenção do fundador do site "WikiLeaks", Julian Assange, na embaixada do Equador em Londres, acrescentando que se trata de um assunto cuja decisão cabe à Justiça.

"Soubemos há alguns minutos e, como norma geral, não improvisamos uma posição sobre eventos que estão ainda se desenrolando", declarou o porta-voz chefe da CE, Margaritis Schinas, durante a entrevista coletiva diária do órgão.

O porta-voz acrescentou que a CE vai acompanhar "de perto" o assunto e que o órgão se pronunciaria "se houver algum assunto europeu no caso".

Nesse sentido, Schinas reconheceu que "por se tratar de uma detenção judicial europeia na qual também está envolvida a Suécia, isto será discutido muitas vezes aqui", em referência ao país que pede a entrega do jornalista desde 2012 por supostos crimes sexuais.

Schinas destacou que se trata de "um processo que está nas mãos dos juízes, e que quando os juízes falam, os políticos deveriam se calar".

Assange foi detido nesta quinta-feira (11) na embaixada do Equador em Londres, depois que esta autorizou a entrada da polícia britânica no recinto, uma vez que o governo do país sul-americano decidiu retirar o asilo do jornalista.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247