Uruguai rejeita pedido de asilo de ex-presidente peruano Alan García

O Uruguai rejeitou o pedido de asilo do ex-presidente peruano Alan García, que é investigado em seu país, acusado de corrupção, disse nesta segunda-feira (3) o ministro das Relações Exteriores do Peru, Néstor Popolizo; autoridades uruguaias notificaram o Peru da decisão e disseram que García, de 69 anos, deixou a embaixada do Uruguai em Lima depois de cerca de duas semanas no local

Uruguai rejeita pedido de asilo de ex-presidente peruano Alan García
Uruguai rejeita pedido de asilo de ex-presidente peruano Alan García

247, com Reuters - O Uruguai rejeitou o pedido de asilo do ex-presidente peruano Alan García, que é investigado em seu país, acusado de corrupção, disse nesta segunda-feira (3) o ministro das Relações Exteriores do Peru, Néstor Popolizo.

Autoridades uruguaias notificaram o Peru da decisão e disseram que García, de 69 anos, deixou a embaixada do Uruguai em Lima depois de cerca de duas semanas no local.

"Eles realizaram uma avaliação da situação e chegaram à conclusão de que não era um caso de perseguição política", disse Popolizo à emissora de rádio local RPP.

García, que foi presidente de 1985 a 1990 e novamente entre 2006 e 2011, pediu asilo na embaixada do Uruguai pouco depois que um juiz o proibiu no mês passado de deixar o Peru durante um ano e meio enquanto é investigado por ter supostamente recebido propinas durante a construção de um trem elétrico em Lima, uma obra da empreiteira brasileira Odebrecht.

O procurador do caso, José Pérez, também acusou García de receber 100 mil dólares para participar de uma conferência no Brasil e disse que o dinheiro provavelmente veio de um fundo da Odebrecht usado para pagar propinas em países latino-americanos.

O escândalo de corrupção abrangente da Odebrecht implicou dezenas de autoridades de alto escalão na América Latina, que foram acusadas de receber suborno em troca de contratos para a construção de obras públicas.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247