Varoufakis: Brasil se tornou o prenúncio de um futuro distópico

Ex-ministro de finanças da Grécia, Yanis Varoufakis, que lançou uma frente Internacional Progressista ao lado do senador dos EUA Bernie Sanders e do petista Fernando Haddad, avalia em entrevista à BBC que, "no Brasil, os interesses da oligarquia se alinharam com os fascistas. Agora, no momento em que isso começar a se espalhar pela Itália, pela Alemanha, pela França, nós estaremos acabados. A não ser que nos oponhamos"; "Então, o Brasil se tornou o prenúncio de um futuro distópico", afirma

Varoufakis: Brasil se tornou o prenúncio de um futuro distópico
Varoufakis: Brasil se tornou o prenúncio de um futuro distópico (Foto: REUTERS/Francois Lenoir)

247 - Ex-ministro de finanças da Grécia, Yanis Varoufakis, que lançou uma frente Internacional Progressista ao lado do senador dos EUA Bernie Sanders e do petista Fernando Haddad, avalia em entrevista à BBC que "o Brasil se tornou o prenúncio de um futuro distópico".

"No Brasil, os interesses da oligarquia se alinharam com os fascistas. Agora, no momento em que isso começar a se espalhar pela Itália, pela Alemanha, pela França, nós estaremos acabados. A não ser que nos oponhamos", disse.

Questionado sobre o que diria a Bolsonaro, se tivesse chance, respondeu: "Bem... (longa pausa). Nada. Absolutamente nada. Porque Bolsonaro é insignificante. Ele é só um braço de um novo movimento fascista de uma oligarquia privilegiada e de um cartel de interesses. Ele está fazendo seu trabalho e nós vamos fazer o nosso".

Na conversa, ele diz ainda que Barack Obama não era de esquerda - "trabalhou para trazer Wall Street de volta a seus momentos de glória" - e, na América Latina, "sim, fizeram um trabalho excelente, um trabalho significativo em redistribuir a renda. Mas eles não fizeram nada para redistribuir a riqueza".

Leia aqui a íntegra.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247