Venezuela acusa Leopoldo López de planejar golpe na residência do embaixador da Espanha

O planejamento da incursão golpista frustrada, em maio deste ano, teria ocorrido dentro da residência do embaixador da Espanha em Caracas

Juan Guaidó e Leopoldo López
Juan Guaidó e Leopoldo López (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Governo da Venezuela acusou o golpista Leopoldo López, mentor político da Juan Guaidó, de ter planejado uma tentativa de golpe armado pelo país na residência do embaixador da Espanha em Caracas, onde ele reside há mais de um ano.

"O embaixador da Espanha (Jesús Silva) está de acordo, o governo da Espanha está de acordo, de que sua sede, na sede de sua residência, tenham ocorrido estas reuniões em que Leopoldo López ia avaliando: quanta gente você pode matar, quantas bombas você pode colocar, quanto você vai cobrar?", disse o ministro da Comunicação e Informação, Jorge Rodríguez. 

"O embaixador da Espanha e o governo da Espanha sabem que Leopoldo López fez e continua fazendo repetidas videoconferências com o único fim de insistir em seus planos de assassinar o presidente Nicolás Maduro?", continuou Rodríguez. 

O ministro divulgou um artigo do The Wall Street Journal, segundo o qual o líder golpista "esteve por trás de um esforço de meses para contratar mercenários a fim de destituir" Maduro, resultando em uma frustrada incursão marítima, em maio.

O governo venezuelano ainda afirma que Guaidó assinou um contrato com a empresa Silvercorp USA, responsável pela incursão golpista. A Venezuela também acusa os Estados Unidos e a Colômbia de ter participado do golpe.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247